Projecto Arquitectura | Concurso Público | Universidade Sénior | Viseu OFICINA DE CONCEITOS        
                                    

O programa pedia que se efectuasse a reabilitação de um edifício existente, o qual deveríamos complementar com novas salas para uma Universidade Sénior, tudo o resto ficaria ao nosso critério. Aquando da visita ao local e após termos vivenciado o espaço, ficou claro que a acessibilidade seria o ponto fulcral. Deveriam ser diluídas as barreiras arquitectónicas existentes entre as diferentes partes do edifício (a manter) e nas suas relações com o espaço exterior.

O protagonista de toda a intervenção tornou-se o percurso, o qual passou a ser o delineador da proposta. O percurso vai funcionar como se de uma tubagem infra-estrutural se tratasse, resolvendo questões funcionais, ao qual foi atribuída uma identidade própria, bastante forte e distinta. Para o destacar foi-lhe atribuída uma cor azul que realça o percurso, o qual se envolve em torno do edifício. O percurso através da sua cor permite facilitar o reconhecimento e a orientação no acesso aos diferentes espaços, contribuindo para uma maior autonomia dos utentes.

O percurso é o embrião de toda a proposta e vence desníveis, combate distâncias, conduz a espaços distintos e faz ligações. Resolve a ligação entre o espaço existente (a reabilitar) e os novos espaços (a criar). Resolve ainda todas as questões de mobilidade condicionada, tão sensíveis neste projecto, compatibilizando as diferenças de cotas no espaço em estudo.

Projecto Arquitectura | Concurso Público | Universidade Sénior | Viseu OFICINA DE CONCEITOS